3 de jul de 2013

Roteiro histórico pelo Centro do Rio

Passeios a pé, de baixo custo, que têm como vantagem a proximidade entre os pontos visitados, e que permitem conhecer as construções do Rio Antigo. — Bom, não é verdade?

O Rio Antigo é, simplesmente, o Brasil Antigo. A sede da Colônia, a Corte Imperial, o berço da República: onde há mais recordações dessas fases da nação do que na Cidade Maravilhosa?

Tenho o hábito de guiar pequenos grupos, explicando os edifícios, ruas e monumentos. E sempre vi nos olhos dos adventícios a surpresa por tanto patrimônio histórico e pontos de interesse turístico inexplorados. Um amigo certa vez chegou a me dizer que o roteiro que fizemos lhe lembrou suas caminhadas por Roma, que consistiam exatamente nisso: percorrer as ruas, conhecer os marcos, visitar as edificações.

Forçoso é reconhecer que a “Belacap” (apelido dado ao Rio quando foi feita Brasília, a “Novacap”) necessita conservação, sinalização e limpeza. Mas acredito que conhecer tais riquezas escondidas é o primeiro passo para estimular o atendimento a essas necessidades.

Muitas pessoas que virão como peregrinas para a JMJ me solicitaram algumas dicas de passeio nesse sentido. Seria muito extenso fazê-lo aqui. Por outro lado, já estão previstos, durante a JMJ, os Itinerários da Fé.

Por isso, apenas deixo uma lista dos pontos mais importantes, que podem ser vistos nesse mapa. Basta escolher um trecho e visitar os lugares.

O mapa também aponta áreas de interesse na Zona Sul e próximos à Quinta da Boa Vista. Restrinjo-me ao Centro do Rio, para onde foi transferida a Cidade após a expulsão dos franceses no século XVI.

Espero que os roteiros lhes sejam úteis!

***

Trecho da Rua 1º de Março (antiga Rua Direita)


  1. Esplanada do Castelo (onde ficava o morro da Cidade velha, desmontado no século XX).
  2. Igreja de São José (visitar a parte posterior do altar; é tradição no Rio não contar a ninguém o que se vê ali atrás).
  3. Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (antigo Congresso Nacional).
  4. Paço Imperial (onde ocorreu o Dia do Fico e foi assinada a Lei Áurea; atualmente, museu gratuito).
  5. Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, anteriormente Capela Real (na qual encontram-se os restos mortais de Pedro Álvares Cabral, descobridor do Brasil, e de Dom Joaquim Arcoverde, primeiro Cardeal da América Latina).
  6. Igreja de Nossa Senhora do Carmo da Ordem Terceira e Beco dos Barbeiros (rua original, com sarjeta central).
  7. Praça XV de Novembro (antigo Largo do Paço) e chafariz do Mestre Valentim.
  8. Arco do Teles e Travessa do Comércio (onde viveu Carmem Miranda).
  9. Igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores (ver o projetil lançado contra a torre na Segunda Revolta da Armada, a 1893).
  10. Igreja da Santa Cruz dos Militares, anexa à Basílica Vaticana (Indulgência Plenária quotidiana)

Trecho da Lapa e Cinelândia


  1. Palácio Capanema (mais importante obra modernista do Brasil).
  2. Praça Marechal Floriano, onde está a Câmara Municipal (Cinelândia).
  3. Theatro Municipal.
  4. Biblioteca Nacional.
  5. Museu Nacional de Belas Artes.
  6. Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro.
  7. Arcos da Lapa.

Trecho das Avenidas Rio Branco e Presidente Vargas


  1. Centro Cultural Banco do Brasil.
  2. Espaço Cultural dos Correios.
  3. Casa França-Brasil (antiga Alfândega).
  4. Igreja de Nossa Senhora da Candelária.
  5. Avenida Presidente Vargas.
  6. Real Gabinete Português de Leitura (uma das bibliotecas mais lindas do mundo).
  7. Mosteiro de São Bento.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...