29 de jun de 2013

Você quer comer ou conversar?

Tive a oportunidade de dar uma aula sobre arquitetura de restaurantes para os alunos na Faculdade de Gastronomia da UFRJ. Comecei recordando uma história engraçada.

Um amigo de São Paulo combinou com a família da namorada que lhe pediria em casamento sem o conhecimento da mesmíssima. Ele estava hospedado em minha casa. A namorada chegou depois, e foi para um hotel.

O plano seria levá-la a um restaurante chique, onde pediria a sua mão. Dali, quando voassem de volta a São Paulo, seriam recebidos por ambas as famílias no aeroporto, e levados a uma festa de noivado.

A questão que ele me colocou foi: a qual restaurante deveria levá-la? Na dúvida, apelei ao meu consultor gastronômico, que sugeriu dois restaurantes bem caros. Mas, segundo ele, tiro e queda: a mulher que você levar a tais lugares casar-se-á com você no ato!

Mas o noivo não tinha tanto cacife e então decidiu… ir ao Porcão!

Ora bolas, você quer se abastecer ou conversar? Porque, quando você vai a um restaurante, você também paga a arquitetura e o ambiente!

Meu amigo foi então à Colombo do Forte de Copacabana. A noiva aceitou, casaram-se e agora, um ano depois, acabaram de ter o primeiro filho.

Final feliz!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...