27 de nov de 2012

Lembrar de cor

A memória sensitiva é como um armazém. Do seu arquivo tira a imaginação tudo aquilo que estimula a vontade e provoca a inteligência.

A memória intelectiva, pelo contrário, ignora os discursos e espicaça diretamente o coração.

Aplicada à oração, a memória sensitiva estimula à gratidão pelos benefícios recebidos de Deus.

Por sua vez, a memória intelectiva converte-se no orante em potência de evocação. É o canal dos suspiros e anelos. A virtude da esperança é para ela um fogo purificador.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...