16 de mar de 2010

Simplifique em cinco passos

Simplicidade é moeda corrente. Sem ela, você não faz trocas.
Simplicidade abre portas. Complicação equivale a conflito e conflito equivale a rechaço.
Simplicidade abre ouvidos. Torna-nos mais inteligíveis e palatáveis.
Simplicidade é elegância. Aparato é coisa carnavalesca.

Este é o desafio: não é fácil ser simples. Requer mais energia, inteligência e coragem do que a complicação. O inimigo da simplicidade é o medo. O medo exige lugares para esconder, coisa que a simplicidade não tem para oferecer.

1. DESOBEDEÇA À MODA. Chamar a atenção torna vulnerável e atrai a queda. Simplicidade é um estilo que nunca sai de moda.

2. DESCONSTRUA A CONFUSÃO. Antes de tudo, pergunte-se quatro coisas:
a) Minha ideia é tão simples que um garotinho poderia entender?
b) Minha ideia pode ser explicada em menos de dez segundos com menos de dez palavras?
c) Minha ideia pode ser repetida facilmente pelas outras pessoas?
d) Minha ideia pode se tornar ainda mais concisa?

3. DEPURE A LINGUAGEM. Simplicidade não é a tergiversação do complicado, é a eliminação do impertinente. Portanto, elimine a gordurinha verbal, as palavras desnecessárias, as frases ocas.

4. MATE O MEGALOMANÍACO DENTRO DE VOCÊ. Retire a lente de aumento que o faz você vantagens. Seja focado e ganhará credibilidade.

5. DESCOMPLIQUE SUA MENSAGEM. Embrulho é atestado de irreflexão. Transparência inspira confiança.

Em resumo: há barulho e todos correm — vá ao essencial. Seja essencial.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...