17 de mar de 2010

O alvorecer do Modernismo na Arquitetura


Crystal Palace, Londres, 1851
Após o advento do neoclássico e do neogótico, ocorreu, em fins do século XIX, a crise do ecletismo. A busca de uma identidade estética levara a Arquitetura e as Belas-artes à estagnação diante do que sucedia de novo àquela época, a um beco sem saída.

Com efeito, o acelerado progresso tecnológico, o surgimento de novos materiais, as inovações técnicas construtivas (capazes de atender a grandes massas em curto espaço de tempo), eram fatores que solicitavam novas tipologias à arquitetura historicista do momento.

Para a classe burguesa emergente, tornava-se convidativo escolher uma linguagem arquitetônica própria, que lhe permitisse desvincular-se da tradição e do passado carregado de símbolos de outras estruturas hegemônicas.

O caminho propício foi o da funcionalidade, da exploração dos novos materiais e da supressão do ornamento. A beleza viria da solidez e do conforto, razão pela qual tudo aquilo que não visasse às necessidades do usuário deveria ser banido. Estudiosos como Pugin ressaltavam o aspecto funcional da arquitetura gótica por conta de seus contrafortes e nervuras: o objeto que proporciona satisfação completa é o que cumpre seu objetivo, sendo verdadeiro em sua construção.

O Crystal Palace, construído para albergar a Grande Exposição de Londres em 1851 (Great Exhibition of the Works of Industry of all Nations) e reerguido em Sydenham em 1853, já apontava para o século XX. Despojado de design ornamental, inteiramente em ferro e vidro, desenhado para produção em escala industrial, baseava-se nas experiências inglesa e francesa para teatros e fábricas à prova de fogo, onde o ferro não tinha função estética, senão estrutural. Mesmo Pugin o chamava de "monstro de vidro"; Ruskin o qualificava de "estrutura de pepino" e não o considerava obra arquitetônica, por carecer de apelo formal.

Logo, o ferro tornaria a aparecer desnudo em pontes com vãos cada vez maiores, constituindo-se nas obras mais belas do século XIX, sem terem sido, contudo, idealizadas por arquitetos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...