4 de mar de 2010

Epidemia de bunda-moles


Uma vez, perguntei a certa pessoa se ela era uma rata ou feita de papel, pois enrolava para sair de casa num dia chuvoso. Sua resposta foi:

— Sou uma rata de papel.

Claro que era uma brincadeira.

Por outro lado, um twitteramigo, Fernando, externou seu descontentamento a respeito da flacidez humana numa postagem minha sobre a frouxidão (veja o comentário).

A geração atual é frágil, frouxa
Por que a fortaleza é uma virtude em baixa? Vislumbro duas razões:
1. Faltam princípios. Se tudo é relativo, então a vida é gelatina sem consistência.
2. Faltam ideais. Sem um para quê, a vida é uma mera sucessão de semanas.

E os homens são ursos de chinelo
As mulheres todas resolveram dar uma de Dalila e cortar a juba da rapaziada.
Homem gosta de perigo, aventura, desafio, sair por aí.
Mulher, de administrar, assegurar, proteger, participar.
Conclusão: elas nos têm imitado bem aquém; e muitos meninos e tantos homens barbados ficaram em casa presos na coleira.

Falta sabedoria
Sabedoria é conhecimento saboroso, experiencial, diverso da mera erudição; é como um amor possuído, não platônico. Luz clara, delicado afeto, firme constância, declinação dos próprios gostos.
Nós nos tornamos fortes por amor e para poder amar.

E você? É um rato? É feito de papel?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...