3 de fev de 2010

Mind the gap

Ontem assassinei minha musa inspiradora. Palavra de honra: não houve dolo, mas reconheço ter sido homicídio culposo.

O que faria o príncipe encantado, se quebrasse o sapatinho de cristal?

*****

O segundo dedo do pé da minha prima é maior que o seu dedão. Sempre achei isso esquisito, desde pequeno, mas devo confessar que é charmoso. Só fui aceitar essa diferença morfológica quando assisti às aulas de genética na escola.

Teria nesse dedo mais longo alguma vantagem? Cai-lhe melhor um anel? Ajuda a saltar o vão da plataforma do metrô?

*****

Mind the gap! Tantas vezes esquecemos do vão e tropeçamos nos trens da vida. Para quê transpor abismos? Para quê arriscar a segurança em que nos encontramos, trocando o certo pelo duvidoso?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...