28 de fev de 2010

Calos, estrias e outras ambivalências

A ambivalência do corpo é o reverso da unidade do espírito, é o corolário do coração contraditório. O espiritual influi no passional segundo a lógica das ideias. O passional influi no corporal pela conclusão dos sentimentos.

No espírito juntam-se coisas aparentemente incompatíveis: compreensão e exigência, justiça e misericórdia. A lei do espírito é a harmonia dos contrários.

No coração albergam-se sentimentos contrastantes: amor e ódio, raiva e desejo, esperança e medo. A lei da amância é a contradição das diferenças.

O corpo manifesta de uma mesma forma sentimentos diferentes: lágrima de riso ou prazer, fervor de ódio ou de amor, pena por desejo ou aversão. A lei do corpo é a ambivalência.

Contudo, tais efeitos corporais têm sua raiz principalmente nas três primeiras paixões do apetite concupiscível:

1. Efeitos corporais do amor: pena, dor, lágrima, fervor, prazer, êxtase.

2. Efeito corporal da alegria: dilatação.

3. Efeitos da tristeza: fechamento, perplexidade.


*****

Isso é antropologia luliana. Leia mais alguma coisa sobre isso aqui.


*****

Algumas ambivalências curiosas:

1. Estrias são as condecorações da maternidade. (Pelo menos é assim em alguns países africanos: mulher sem estria é poço sem água.)

2. Calos nos joelhos são sinais de que você luta judô ou faz oração.

3. Olheiras são as pálpebras que você não fechou ou o sorriso que você não abriu.

4. Roupa branca: ou é médico ou é médium.

Por que não sugere outras ambivalências?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...